13 de jan de 2018

YOGA FILMES - Yogawoman.Documentary 2011



A ioga foi trazida para o oeste da Índia por uma linhagem de professores masculinos. Agora há uma geração de mulheres na liderança. Elas são fortes, inspiradoras e estão mudando radicalmente a vida das pessoas. Das ruas de Manhattan até as favelas do Quênia, das praias da Austrália até as pizzarias da Itália, documentário descortina um fenômeno global que mudou para sempre a face da ioga.

Data de lançamento1 de setembro de 2011 (mundial)



6 de jan de 2018

YOGA FILMES - "Maya, the Illusion of the Self"



We have created a series of guided meditations and teachings if you are interested in realizing Samadhi. https://www.youtube.com/playlist?list... Samadhi Part 1 (Maya the Illusion of the Self) is the first installment of a series of films exploring Samadhi. You can purchase a high definition copy of the film for download to your computer here: http://www.innerworldsmovie.com/index... Samadhi Part 2 "It's Not What You Think" will be coming soon. Check out the trailer here: https://www.youtube.com/watch?v=_W4jO... This Youtube video has "community translations" turned on. Click "more" and "add translation" if you would like to contribute a translation. If you have any questions you can contact us at info@innerworldsmovie.com.

Credits: Daniel Schmidt - Director, Producer, Writer, Narrator, Film Score, Fractal Animation, Character Animation, Editor, Special FX, Audio Post Tanya Mahar - Co-creation, story-boarding, inner direction and sharing of inner wisdom, and endless hours of help on all levels Jeremy Sabo- Character animation Cameron Gray- Artwork www.parablevisions.com Indiajiva- Music www.youtube.com/user/indiajiva Vrindavin Das- Artwork Stuart Griggs- Artwork Ashley Christudason- Artwork Barbara (Eva) Dametto- Mantra co-creation Genaro Murray- Music Contact: info@innerworldsmovie.com

30 de dez de 2017

YOGA FILMES - Isso Existe - um filme sobre Sri Prem Baba



Narrado pelo próprio Sri Prem Baba, o filme começa quando o jovem paulistano, aos 14 anos, teve uma visão que dizia: vá para a Índia, para Rishikesh. Uma rica jornada de iluminação que nos traz preciosas reflexões sobre o sentido da vida e o papel de cada um neste planeta. Siga Sri Prem Baba no Facebook: https://www.facebook.com/sachchapremb... Follow Sri Prem Baba on Facebook: https://www.facebook.com/sachchapremb... Cadastre-se e receba as mensagens diárias de Sri Prem Baba http://www.sriprembaba.org/cadastre-se Register and receive Sri Prem Baba's daily messages: http://www.sriprembaba.org/cadastre-se Ouça seus ensinamentos: https://soundcloud.com/sri-prem-baba Listen to his teachings: https://soundcloud.com/sri-prem-baba

27 de dez de 2017

YOGA FILMES - Ayurveda: Art of Being

Ayurveda is a science of life and a healing art, where body, mind and spirit are given equal importance. This voyage of thousands of miles across India and abroad takes you on a unique poetic journey, where we encounter remarkable men of medicine or simply a villager who lives in harmony with nature. "Hope is nature's way of enabling us to survive so that we can discover nature itself."

Assista aqui: moviedl.us

23 de dez de 2017

YOGA FILMES - EU MAIOR (Higher Self)



Eu Maior entrevistou trinta personalidades com perfis distintos, compondo um rico mosaico de ideias e experiências.
Pessoas como a monja budista Coen, o filósofo Mario Sergio Cortella e o físico Marcelo Gleiser deram depoimentos sensíveis, instigantes e por vezes até engraçados sobre temas que inquietam a humanidade desde sempre.

Quem sou eu? Qual é o sentido da vida?
O que é a felicidade? Deus existe?

http://www.eumaior.com.br/


18 de dez de 2017

YOGA FILMES - Hare Krishna! The Mantra, the Movement and the Swami Who Started It All

"Hare Krishna!" is a documentary on the life of Srila Prabhupada, the 70-year-old Indian Swami who arrives in America without support or money and ignites a worldwide spiritual phenomenon, now known as the Hare Krishna Movement.

Assista aqui: moviedl.us

Vila - MUDANÇA DE FORMA


Mitologia - Vila é o nome europeu oriental para a Deusa da energia que se movimenta pela terra como a natureza. As Vily (plural) protegem muito bem o seu território e usam suas setas mortais naqueles que o invadem. Elas são mutantes perfeitas, capazes de transformar-se em animais como serpentes, cisnes, falcões e cavalos. Gostam de brincar e de dançar. Se forem invocadas na floresta numa noite de luar, podem conceder saúde, riqueza e colheitas abundantes, ou então, se forem desrespeitadas, podem fazer o ofensor dançar até a morte.

Significado da carta - Vila entrou dançando na sua vida em suas muitas formas para ensiná-la a alimentar a totalidade aprendendo a mudar de forma. Você ficou tempo demais numa única forma? Está se sentindo rígida e estagnada, perdendo a flexibilidade no modo de pensar e de ser? Ou tal-vez sinta que o ser humano é o ser mais importante da Criação — e que as rochas, as árvores, os animais, a terra, etc, são formas meno-res. Está na hora de ampliar a percepção, de acentuar a flexibilidade ao ganhar a perspectiva de outras formas. Vila diz que o caminho para a totalidade está em conhecer a Criação como um todo.

Sugestão de ritual: Assuma a forma dos elementos - Reserve um horário e um lugar em que você não seja interrompida. Fique em pé, sente-se ou deite-se confortavelmente, com a coluna reta, e feche os olhos. Respire fundo e solte lentamente o ar, deixan-do que tudo saia junto com ele. Respire fundo para o útero através da vagina. Sinta o ar encher o útero e depois sair pela vagina. Con-tinue respirando para o útero.

Fique de frente para o leste e visualize, sinta o elemento ar na for-ma que escolher: uma brisa quente de verão, um dia de ventania em março. Quando tiver uma sensação nítida do ar, respire para o útero até que ele seja o ar. Deixe o ar espalhar-se por todo o seu corpo, de modo que ele se dissolva e você seja o ar. Sinta essa unidade com o ar até estar pronta para continuar. Agora deixe essa sensação do ar vol-tar ao útero e depois abandonar completamente o seu corpo.

De frente para o sul, crie uma sensação forte, uma imagem visual ou um sentimento do fogo. E uma fogueira ou uma vela tremeluzen-te? É um incêndio na floresta ou o fogo na lareira? Concentre-se na imagem, depois leve-a até o útero de forma que ele seja o fogo. Deixe o fogo expandir-se gradativamente pelo seu corpo de modo que você se dissolva nele. Viva a experiência de ser o fogo até chegar a hora de voltar. Faça o fogo voltar para o útero e ficar ali. Depois deixe que se apague de vez.

De frente para o oeste e diante do elemento água, sinta, visua-lize ou perceba uma torrente, um lago claro e tranquilo, a imensidãoc o poder do oceano ou um copo de água, e concentre-se nisso. Respire o que você visualizou para o útero até que ele seja a água. Deixe a água espalhar-se pelo resto do seu corpo, de modo que ele se dissol-va e você seja a água. Saboreie a experiência de ser a água até sentir que é hora de voltar. Gradativamente, deixe a água baixar até restar apenas no útero, depois libere-a totalmente.

Fique de frente para o norte e para o elemento terra. Escolha a imagem, sensação ou percepção da terra que for mais adequada para você — as montanhas, a floresta, o deserto — e concentre-se nela. Respire essa imagem para o útero até que ele seja uma coisa só com a terra. Deixe a terra se espalhar através do seu corpo, de modo que ele se dissolva e você seja a terra. Desfrute essa experiência até estar pronta para voltar. Aos poucos, faça a terra retroceder até ficar ape-nas no útero e depois libere-a completamente. Respire fundo e abra os olhos. Seja bem-vinda de volta à forma humana!

Danço de forma em forma Mudo de formato em formato sempre mudando sempre me expandindo sempre me transformando Sou a flexibilidade ao mudar de formaFluo livremente com tudo o que vem ao meu caminho
Sou a consciência
ao mudar a minha forma
ganho uma percepção ampliada do que deve ser Valso um remoinho
tango uma árvore salso um cisne
ou um simples foxtrote
Minha dança tem afinidade com tudo
pois sou capaz de ser tudo para conhecer Tudo Ser Tudo dissolve a forma
Conhecer Tudo cria Unidade

A ilusão é pensar que temos uma forma separada

16 de dez de 2017

YOGA FILMES - Ayurveda - El Arte de Vivir



AYURVEDA: EL ARTE DE VIVIR(Ayurveda: Art of being)

Dirección y guión: Pan Nalin.
Países:
 India, Suiza y Alemania.Año: 2001.Duración: 102 min.Género: Documental.
Intervención: Brahmanand Swamigal, Narayan Murthy, Dr. Nicolas Kostopoulos, Ashwin Barot, Dr. Scott Gerson, Puranchand Malviya, Dr. V. Arjunan, Dr. G. Gangadharan, B. G. Gokulan, Dr. Dharmalingam, Dr. Satnarayan Bhatt.Producción: Cristoph Friedel y Karl Baumgartner.Música: Cyril Morin.
Fotografía:
 Serge Guez.Montaje: Pan Nalin y Ben Von Grafestein.
Estreno en India: 5 Septiembre 2002.
Estreno en España: 13 Mayo 2005.

11 de dez de 2017

YOGA FILMES - One Track Heart: The Story of Krishna Das

Krishna Das is on a journey to India to discover legendary spiritual teacher Neem Karoli Baba, through drug addiction and depression, to his eventual emergence as a world-famous Kirtan singer.

Assista aqui: moviedl.us

Senhora das Feras - RELACIONAMENTO


Mitologia - A Deusa representada pela Senhora das Feras era conhecida pelo povo da Suméria, de Creta e do vale do Indo (índia). Seu nome é amplamente conhecido por causa do culto à sua escrita ancestral. Ela também era conhecida como a Creatrix Cósmica, a força criativa, fértil, doadora de vida. Seus animais especiais eram considerados manifestações sagradas da própria divindade. Ela aqui é representa-da como uma mulher grávida, cercada de animais prenhes, o que demonstra que ela é uma imagem muito forte da fertilidade. Normalmente ela aparece entronizada com um leão ao seu lado, indicando soberania e força.

Significado da carta - A Senhora das Feras caminha lenta e serenamente para dentro de sua vida, para dizer que é hora de. você concentrar-se em relacionamentos que a apoiem e alimentem, com o filho em gestação, com o animal (ou animais) na sua vida, um amante, a família, amigos e ou colegas de trabalho. Relacionar-se com os outros possibilitará que você veja os aspectos de si mesma que normalmente não vê. Os relacionamentos são o espelho no qual você pode ver realmente quem é. A totalidade é alimentada quando você enxerga quem de fato é, aceita o que vê, e tenta curar o que precisa ser curado.

Você está mantendo um relacionamento que aperta todos os seus botões, traz à tona todas as suas questões, faz você se sentir como "uma mulher à beira de um ataque de nervos"? Se todos se compro-metessem a fazer sua parte, se todos se dispusessem a aceitar os pró-prios aspectos, sua parcela de responsabilidade, isso poderia ser uma mina de ouro. Talvez você esteja mantendo um relacionamento ofen-sivo, que a magoa continuamente, sem fatores atenuantes, ou um relacionamento em que seu parceiro não está atento a essas questões.


Este poderia ser o momento de juntar suas forças, lamber as feridas e ir adiante. Talvez um pouco mais de comunicação ou aceitação pos-sa ajudar essa relação. Se você deseja um relacionamento, este é o momento de abrir-se e comprometer-se. A Senhora das Feras diz que a dança do relacionamento é o método rápido para evoluir a cons-ciência e o poder pessoal. Ela é alegre, dolorosa, frustrante, anima-dora, aniquilante, e vale completamente a pena.


Sugestão de ritual: Crie situações em que todos ganhem

Reserve um horário e um lugar em que você e seu parceiro, um mem-bro da família ou amigo, possam estar juntos sem serem interrompi-dos. Se ninguém estiver disponível para fazer este ritual com você, ele pode ser feito como uma jornada solitária. Você precisará de al-go que possa servir como "bastão ou pedra de falar".*

Todos devem ter clareza quanto às próprias necessidades de mo-do que possam expressá-las com precisão. Criar situações em que to-dos ganhem junta as partes para encontrar soluções que atendam a todos. Se houver alguma emoção em torno de uma necessidade ou se surgirem sentimentos durante o ritual, é preciso lidar com essas emoções e/ou sentimentos durante o ritual e alcançar uma situação em que todos saiam ganhando (ver Deméter: Sentimentos/Emoções, pp. 66-69).

Para criar um espaço sagrado, você pode celebrar um ritual completo chamando os elementos/pontos cardeais, queimando incenso, convidando seus animais-guias, a Deusa e Deus e/ou outros guias espirituais; ou pode ainda invocar o espírito da cooperação e da perfeição. Um objeto que é segurado por uma pessoa de cada vez, indicando que apenas ela cem a prerrogativa de falar. Todos os presentes devem ouvir de modo respeitoso até a pessoa terminar de falar. Então ela passa o "bastão" para a pessoa seguinte e assim por diante, até todos terem a chance de se expressar e ser ouvidos. Depende de você. Lembre-se de fazer apenas o que for apropria-do e respeitoso para todos.

Assim que o espaço sagrado tiver sido criado, é hora de passar o "bastão de falar". Cada pessoa expõe suas necessidades; então vocês chegam a um acordo. Por exemplo: você quer ir patinar às quintas-feiras à noite e precisa que seu marido tome conta das crianças. Ele quer ir aos encontros no clube científico às terças-feiras à noite e quer que você fique com as crianças. Você concorda em ficar nas noites de terça se ele ficar às quintas. Essa é uma situação em que todos ganham.

Pode haver situações em que você tenta negociar mais e, possivelmente, tenha de assumir algum compromisso, de modo a serem atendidas as necessidades de todos. É realmente importante concordar com algum compromisso proposto. Só você pode decidir se deve comprometer-se, e em alguns casos talvez não possa fazer concessões. Nem todas as situações, porém, se resolvem assim. Há ocasiões em que você cede, em que outra pessoa cede, e em que todos têm de ceder. Relacionamentos são um ato de equilíbrio. Quanto mais você se empenhar em criar situações em que todos ganham, mais frequente-mente terá sucesso.

que eu quero é a união de um jeito agradável e apropriado Começo a dança com o outro sabendo que ela me levará a todos os lugares que temo a alguns lugares que amo muitos lugares que precisam de cura Ouço com o coração e comunico'me de um lugar de autoconhecimento Conscientemente me entrego e sei como me resgatar Vejo-me refletida tão perfeitamente no outro que inicio minha jornada mais importante para buscar e exigir mais de que eu sou.

Sibila

Sibila é o nome dado às mais célebres profetisas da antiga Pérsia, Líbia, Delfos, Samos, Ciméria, Eritréia, Tíbure, Marpesso, Frigia e Cumar. 

Sentada sobre os vapores insalubres de uma fenda da terra ou profundamente mergulhada no silêncio e na reclusão de sua caverna, Sibila devia dizer suas profecias em transe ou escrevê-las em folhas que depois eram dispersas pelo vento se ninguém viesse recolhê-las. 

Embora muitas vezes fosse esotérica e precisasse de uma interpretação mais profunda para ser entendida, a Sibila com o dom da profecia ligava o seu povo ao Divino. 

Como se vê na fumaça por longas eras 
eu esperei por você
Era esperado e sabido que você viria
As profecias não as escrevo mais em folhas
para serem dispersas pelo vento, se não forem recolhidas, 
nem sou a única voz da Deusa
Sentei e esperei
e agora você está aqui Pegue a minha escudela
contemple a fumaça em espiral logo você ouvirá a voz dela
Meu dom de profecia eu dou a você para usar como quiser
E hora de todas as mulheres serem sibilas é hora de todas servirmos à Deusa

9 de dez de 2017