23 de jun de 2017

Yoga Diário

“Segure o arco da tradição de conhecimento, coloque nele a flecha da devoção; tensione a corda da meditação e acerte o alvo, o Ser. O mantra OM é o arco, o aspirante a flecha, o Ser o objetivo. Estique agora a corda da meditação, e atingindo o alvo, seja uno com ele.” Mundaka Upanishad, II:12nature art & design fitness ocean yoga

21 de jun de 2017

Yoga Diário

“Carregamos muita toxina na memória, sentimentos que guardamos e deixamos estagnar e apodrecer. Estamos tão acostumados a transportar esse saco de lixo por aí que passamos a acreditar que ele é parte e parcela de nosso caráter.” B.K.S. Iyengar.
fat

20 de jun de 2017

DOCUMENTÁRIO - O Ramo - PARTE 2 (Rezadeiras de Boa Vista-PB)



Apoio: http://www.novaconsciencia.com.br

Rezadeiras são pessoas que afastam o mal, defendem de feitiços e curam doenças através do ato de invocar o Divino sobre algo ou alguém.Utilizam as plantas como recurso e fazem gesticulações acompanhadas de orações, rezas, benditos, novenas, ofícios, terços, rosários, entre outros de cunho religioso. Mais do que no copro, a figura do rezador está na alma. Somente eles curam o inevitável. Somente eles podem interceder por Deus na "fitoterapia ritual". 

No máximo, esta pessoas podem pressentir "enguiços" ou complicações futuras para determinada pessoa sem, no entanto, detalhar onde, quando ou por quem. O povo em médicos, sem hospitais e sem farmácias nunca descuidou dos "remédios do mato" e destes. Mesmo hoje, estas pessoas ainda são conhecidas como enviadas de Deus.

O Ramo traz ao conhecimento público as palavras de rezadeiras do Cariri Paraibano, que estão em franco desaparecimento pela falta de aprendizes interessados em tal ofício. Com isso, desaparece também toda uma cultura e toda uma religiosidade que permeiam a vida do habitante do semi-árido.

Direção:
Breno César

Roteiro: 
Breno César, 
Taciano Valério

Produção: 
Flávio Alex Farias
Ewerton Marinho

Música:
Jorge Ribas
Socorro Lira

Direção de Fotografia
Breno César

Direção de Arte
Sabrina Moura

Edição:
Breno César

Pesquisa:
Daniel Duarte
Conceição Pereira
Flávio Alex Farias
Juliana de Paulo
Monique Vitorino
Socorro Eloi

Assessoria de Imprensa:
Karliane Coelho

Idealização: Flávio Alex Farias

16 de jun de 2017

Yoga Diário

"Pratiquem com o espírito de criança! Mais livres, com poucos julgamentos, observando tudo com encantamento." Hermógenes sports fitness yoga exercise relax

14 de jun de 2017

Yoga Diário

“A prática regular de Yoga pode ajudar você a enfrentar a confusão da vida com firmeza e estabilidade”. 
BKS Iyengar


13 de jun de 2017

DOCUMENTÁRIO - O Ramo - PARTE 1 (Rezadeiras de Boa Vista-PB)



Apoio: http://www.novaconsciencia.com.br

Rezadeiras são pessoas que afastam o mal, defendem de feitiços e curam doenças através do ato de invocar o Divino sobre algo ou alguém.Utilizam as plantas como recurso e fazem gesticulações acompanhadas de orações, rezas, benditos, novenas, ofícios, terços, rosários, entre outros de cunho religioso. Mais do que no copro, a figura do rezador está na alma. Somente eles curam o inevitável. Somente eles podem interceder por Deus na "fitoterapia ritual". 

No máximo, esta pessoas podem pressentir "enguiços" ou complicações futuras para determinada pessoa sem, no entanto, detalhar onde, quando ou por quem. O povo em médicos, sem hospitais e sem farmácias nunca descuidou dos "remédios do mato" e destes. Mesmo hoje, estas pessoas ainda são conhecidas como enviadas de Deus.

O Ramo traz ao conhecimento público as palavras de rezadeiras do Cariri Paraibano, que estão em franco desaparecimento pela falta de aprendizes interessados em tal ofício. Com isso, desaparece também toda uma cultura e toda uma religiosidade que permeiam a vida do habitante do semi-árido.

Direção:
Breno César

Roteiro: 
Breno César, 
Taciano Valério

Produção: 
Flávio Alex Farias
Ewerton Marinho

Música:
Jorge Ribas
Socorro Lira

Direção de Fotografia
Breno César

Direção de Arte
Sabrina Moura

Edição:
Breno César

Pesquisa:
Daniel Duarte
Conceição Pereira
Flávio Alex Farias
Juliana de Paulo
Monique Vitorino
Socorro Eloi

Assessoria de Imprensa:
Karliane Coelho

Idealização: Flávio Alex Farias

9 de jun de 2017

Yoga Diário

Você sabia que praticar o Surya Namaskar (Saudação ao Sol) beneficia todos os órgãos do seu corpo? Essa sequência de yoga melhora a circulação do sangue, ajuda a manter a boa saúde ao assegurar um corpo livre de doenças.
Esse maravilhoso presente do yoga, se praticado regularmente, pode realizar maravilhas dos pés à cabeça! Sim, a Saudação ao Sol é uma sequência de 12 posturas de yoga que ajudam a melhorar completamente a saúde e bem-estar. Vamos praticar?

yoga


Yoga Diário

"Nós não podemos nos enganar: se nós nunca fizermos uma pausa de nossas vidas ocupadas, vai ser extremamente difícil domar nossas mentes. É por isso que é recomendado termos tempo a cada dia para meditar. Mesmo por curtos períodos sentando silenciosamente com nós mesmos, permitimos que a mente se acalme." Pema Chödrön

8 de jun de 2017

Velas

velas_de_coloresMais do que iluminar, perfumar ou embelezar o ambiente, o uso correto de determinadas velas proporciona melhorias à vida de qualquer pessoa. Escolhendo as cores certas é possível ampliar os sentimentos e emoções dos indivíduos, bem como estabelecer uma maior proteção, aumentar a criatividade, expandir a liberdade, melhorar o estado de espírito e trazer benefícios a própria saúde. Para cada dia da semana há uma cor específica, que pode garantir uma vida muito mais harmoniosa ou um dia a dia ainda melhor. Veja qual é a vela ou a cor mais indicada para você garantir uma vida equilibrada de segunda a domingo.


Segunda-feira
Cor: Branca
Significado: Força interior, sabedoria e compreensão
Representação da pureza, velas de cores brancas devem garantir que a semana comece tranquila, com você administrando suas tarefas com mais sabedoria e compreensão. Aproveite para por todos os afazeres em dia e se prepare para a jornada que vem pela frente.

Terça-feira
Cor: Azul-escura
Significado: Proteção e criatividade
Com a semana já iniciada, a cor azul deve garantir proteção contra os problemas e adversidades que possam aparecer. Reflexiva, a coloração ajuda a realçar a criatividade, garantindo sustentação e dinamicidade ao dia a dia.

Quarta-feira
Cor: Verde
Significado: Saúde e bem-estar espiritual
Assim como o verde do semáforo representa "seguir em frente", "continuar", acender uma vela de coloração esverdeada auxilia no desenvolvimento de qualquer atividade. A cor ainda ajuda a proteger a saúde da pessoa, bem como o bem-estar espiritual.

Quinta-feira
Cor: Azul-clara
Significado: Harmonia e generosidade
Com o final de semana se aproximando, as tensões naturalmente começam a aumentar. Nada melhor do que acender uma vela de coloração azul-clara. Além de tornar qualquer ambiente muito mais harmonioso, a cor aumenta a generosidade e a compreensão das pessoas próximas.

Sexta-feira
Cor: Rosa
Significado: Amor
É tempo de encontrar ou solidificar o amor. Acendendo uma vela de cor rosa os relacionamentos não apenas se intensificam, como ganham novas e por vezes inéditas nuances. Para quem anda desacompanhado, a cor pode garantir algum encontro ou o surgimento da tão sonhada alma gêmea.

Sábado
Cor: Violeta
Significado: Liberdade e coragem
Sábado, dia de diversão e descontração, nada melhor do que acender uma vela da cor violeta para combinar com a energia que está pelo ar. Além da sensação de liberdade, velas dessa cor ajudam a aumentar a coragem das pessoas, uma mistura essencial para quem pretende virar a noite em uma festa com os amigos.

Domingo
Cor: Dourada
Significado: Alegria, prosperidade e conforto
Para a semana começar renovada, uma vela dourada não apenas traz à tona o sentimento de alegria, como prosperidade e conforto, elementos necessários para a construção de uma boa semana. O dourado ainda serve para atrair dinheiro e autocontrole.

A cor é um elemento definitivo num ritual com velas. As cores estão ligadas às emoções e desejos humanos. As cores são luzes que vibram com energia e comprimentos de ondas diferentes, cada cor tem sua função específica. Cada cor tem seu simbolismo próprio e representa necessidades físicas, intelectuais e espirituais.

Vela flocada (várias cores): quando são de sete ou oito cores servem para harmonizar todos os chacras, atuando como um limpador e energizante de todos os centros de energia.
Dia da semana: qualquer dia

Vela rosada: para tudo que se refere ao amor e os sentimentos. Promovem o romance, a amizade, novos amores, ternura e harmonia.
Dia da semana: Pode-se usar qualquer dia.

Vela vermelha: para potencializar a paixão e o poder sexual. Usa-se para a vitalidade, a força, a coragem e o magnetismo pessoal. Usam-se em rituais cuja finalidade é atingir objetivos, vencer os medos, anular a preguiça e os desejos de vingança. Adequada para desejos que exijam urgência. Pode usar para repor as forças.
Dia da semana: Segunda-feira.

Vela azul escuro: usa-se em rituais para obter sabedoria, devoção inspiração, harmonia, luz interior, calma e tranquilidade no lar. São utilizadas em rituais que exijam elevado estado de meditação. Têm o poder de neutralizar a magia lançada por alguém, quebrando maldições, mentiras ou competições indesejáveis. Equilibram o karma.  
Dia da semana: Terça-feira e Domingo.

Vela laranjada: alcançar metas profissionais, fazer justiça e aumentar a popularidade em trabalhos cujo sucesso depende da criatividade.  
Dia da semana: Quarta-feira.

Vela marrom: usam-se em rituais para localizar objetos perdidos, para melhorar a telepatia e o poder de concentração. Também se acendem nos rituais para proteção de familiares, casos de justiça. A sua chama elimina as indecisões e atrai o sucesso financeiro em profissões de alto risco. 
Dia da semana: Quarta-feira

Vela verde: para fertilidade, sucesso, sorte, prosperidade, dinheiro, rejuvenescimento, ambição, saúde, finanças, cura, crescimento e abundância. Também são muito eficazes para eliminar os efeitos de inveja ou outras energias nocivas. Em geral para desejos de cura e sorte. 
Dia da semana: Quinta-feira.

Vela branca: para purificar ou limpar ambientes. A cor branca confere lucidez espiritual, é símbolo de pureza, devoção, saúde, busca da verdade, sinceridade e por isso são usadas para meditação, adivinhação, exorcismo, e em rituais que envolvam cura. Em geral, fazem-se pedidos acendendo uma vela branca, especialmente em rituais religiosos. 
Dia da semana: Sexta-feira.

Vela roxa: usada em curas relacionadas com o idealismo, o progresso, manifestações psíquicas e as quebras de má sorte. A sua chama afasta o mal, favorece a adivinhação e o contato com as energias astrais. 
Dia da semana: Sexta-feira

Vela amarela: usada para atrair dinheiro ou propósitos materiais. Estão relacionadas com atividade, criatividade, comunicação e rituais que envolvem confidência, atração, charme, persuasão, aprendizagem ou para quebrar bloqueios mentais. Simbolizam ainda a energia solar, a inspiração e mudanças súbitas. 
Dia da semana: Sábado.

Vela dourada: esta cor é usada em rituais para atrair as boas influências cósmicas, removendo o negativismo e desenvolvendo as habilidades psíquicas. Dia da semana: Sábado

Vela violeta: Ideal para aumentar o poder e força espiritual. 
Dia da semana: Domingo.

Vela preta: tem o poder de afastar o “mau-olhado”, limpar as energias negativas e abrir os níveis secretos do inconsciente. Simbolizam a libertação, a reversão, repelem a magia negra e as forças mentais negativas. 
Dia da semana: Segunda-feira e Sexta-feira.

Vela azul clara: usam-se em rituais que envolvem harmonia, paz, sonhos, saúde, honra, bondade, conhecimento, proteção e estabilidade. Também permitem a projeção astral, sonhos proféticos, calma, criatividade, paciência e estabilidade no emprego. Favorecem a fidelidade e a harmonia doméstica.  
Dia da semana: Terça-feira, Domingo

Vela cinza: sendo uma cor neutra, ajuda a meditação, neutraliza as forças negativas e gera a confusão na mente de pessoas com quem se torna difícil lidar, afastando-as naturalmente.  
Dia da semana: Segunda-feira e Quinta-feira

Bibliografia:  Uso Mágico das Velas – Michael Howard – Ediouro – 1987 – SP

7 de jun de 2017

Yoga Diário

"Yoguin é aquele que, tendo despertado visto a impermanência e a falência dos valores mundanos, seja cristã, hinduísta, budista, judeu, maometano..., está a caminho, pagando o preço dos desafios, das fadigas, das quedas, de todos os sacrifícios, mas sempre avançando sempre querendo chegar." Hermógenes
yoga

6 de jun de 2017

DOCUMENTÁRIO - Benzedores do Porto de Santo Antônio (Completo)


Sinopse: Documentário sobre a tradição da prática de benzição na cidade de Astolfo Dutra, Minas Gerais, fundada em 1808 com o nome Santo Antônio de Porto Alegre de Ubá, tendo no ano de 1816 passado a se chamar Porto de Santo Antônio e, com sua emancipação em 1938, passou a ser conhecida com o nome atual. O local possui uma longa tradição no oficio das benzedeiras/benzedeiros, revelando aspectos de uma cultura baseada nos ensinamentos cristãos e o sincretismo com a cultura afro-brasileira. 

Locações: as gravações foram realizadas novembro de 2012 na cidade de Astolfo Dutra, Minas Gerais. 

Créditos:
Direção: Cosme Elias e Deleon Silva
Roteiro: Cosme Elias
Assistentes de direção: Flávio Lemes, Flávia Costa, Carolini Domingos, Paula Lopes e Renato Gonçalves
Arte gráfica: Flávia Costa
Arte Gráfica (finalização): Roseane Venancio
Edição:Fernando Cruz
Direção de imagem e fotografia: Fernando Cruz e Filipe Rufato
Direção de produção: Filipe Rufato 
Fotografia: Tiago Ribeiro, Flávia Costa e Flávio Lemos.
Câmera: Fernando Cruz, Filipe Rufato, Tiago Ribeiro

Realização: 

ADUBAR -- Agência de Desenvolvimento de Ubá e Região 
FAGOC -- Faculdade Governador Ozanam Coelho
Instituto FAGOC de Educação e Cultura
Secretaria Municipal de Educação (Prefeitura Municipal de Ubá, Minas Gerais)
Secretaria Municipal de Educação (Prefeitura Municipal de Astolfo Dutra, Minas Gerais)