4 de jan de 2016

04 DE JANEIRO - Celebração do Dia

Kore por Thalia Took
Festa de Kore, na antiga Grécia, uma manifestação da Deusa como Virgem ou Donzela. Celebrada como a deusa dos campos verdes e dos brotos, suas estatuas eram adornadas com jóias e carregadas sete vezes ao redor das cidades e das casas, pedindo proteção e boa sorte.

Comemoração de Tamar, uma antiga deusa russa, senhora do céu, do tempo e das estações. Segundo a lenda, Tamar era uma eterna virgem que voava pelo céu cavalgando uma serpente dourada. Ela morava em um palácio de pedra, construído por cegonhas e andorinhas e, apesar de virgem, ela engravidou pelo toque dos raios solares e gerou um ser angelical. Como governante das estações, Tamar aprisionava o mestre dos ventos durante os meses de verão e o liberava para que trouxesse a neve no inverno.

Na Coreia, o ritual das Sete Estrelas pedia sorte e prosperidade com oferendas de arroz para as divindades da constelação Ursa Maior.


*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.
 http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário