13 de jan de 2016

13 DE JANEIRO - Celebração do Dia

Dia do Ano Novo pelo calendário juliano, festejado ainda em alguns lugares ao norte da Europa como o Festival "Wassailing"

Reverenciavam-se, neste dia, as Mulheres Árvores ou "Bushfrauen", as guardiãs dos bosques e dos pomares. Elas apresentavam-se como mulheres com corpo de árvore, cabelos de folhas verdes e seios volumosos. Elas garantiam as colheitas se as pessoas cuidassem das árvores e homenageassem-nas.

Neste dia, brindava-se às macieiras com uma bebida quente típica feita com cidra, ovos batidos, maçãs assadas, mel, cravos e gengibre. Agradeciam-se os frutos e pedia-se que elas continuassem a frutificar no próximo ano. Os pedidos eram feitos por meio de invocações, cânticos ou até mesmo pancadas nos troncos e galhos para despertar o poder de fertilidade das árvores e chamar a proteção das "Bushfrauen".

Ritual do Dia: Experimente essa antiga receita e ofereça um pouco para a Mãe Terra. Pode ser em um jardim perto de uma árvore ou até mesmo em seus vasos de plantas.

Medite sobre seu potencial latente e "acorde-o", ouvindo a voz de seu coração e buscando novos meios de expressão. Plante uma nova muda em seu jardim e cuide dela como se fizesse parte de você.


Antiga celebração na China de Chang Mu, a deusa protetora das parturientes e dos recém-nascidos, padroeira das mulheres.

Dia consagrado a Tiw, o deus nórdico do Céu. 

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.
 http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário