17 de fev de 2016

17 DE FEVEREIRO - Celebração do Dia

Kali por Thalia Took
Fornacália, o festival romano do "Pão e da Fornalha" e da vegetação. A Fornacália festejava a primavera e o renascer da natureza. No início, era uma comemoração de caráter religioso, mas depois essa antiga festa profana degenerou em orgia. Provavelmente, foi esse tipo de celebração que deu origem aos festejos do Carnaval.

Na antiga Babilônia, anualmente, havia a Festa do Caos quando, durante doze dias, era revertida toda a ordem social e abolidas as normas morais. Outras festas precursoras do Carnaval foram as procissões gregas celebrando o deus do vinho Dioniso e os festejos romanos de Saturnália.

Com o passar do tempo, as antigas encenações dos mitos, com carruagens levando estátuas de divindades, foram sendo substituídas, aos poucos, por carros alegóricos com cenas profanas, danças frenéticas, uso de máscaras grotescas, transgressão de regras e orgias sexuais. A origem da palavra "carnaval" é confusa. Acredita-se que vem de "carne-vale" - ou "adeus carne", anunciando o inicio do jejum de purificação.

Neste dia, de acordo com a mitologia hindu, nasceu Kali, a deusa da morte e da destruição e o mundo entrou no período chamado Kali Yuga ("A Era do Mal"). Antigamente, eram feitos sacrifícios humanos para apaziguar a sede de , substituídos depois pelo sangue de animais.  

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur. 
http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário