11 de abr de 2016

11 DE ABRIL - Celebração do Dia

Na antiga Pérsia, celebrava-se neste dia Kista, a deusa do conhecimento e da sabedoria. Kista era também a protetora dos seres humanos e a provedora dos alimentos. Ela era invocada e reverenciada juntamente com Daena, também uma deusa protetora das mulheres, guardiã da justiça e condutora das almas.

Na Mesopotâmia, homenageava-se Anat, a senhora da vida e da morte, deusa da guerra associada com a violência e intensa sexualidade. Anat tinha quatro aspectos separados: guerreira, virgem, mãe e libertina. De mãe criadora podia, no entanto, tornar-se uma vingadora cruel. Apesar de ter sido a amante de todos os deuses, preservava sua virgindade. 

Seu culto foi absorvido pelo da deusa Asherah, mas seguidores fiéis levaram-no até o Egito, onde Anat continuou a ser cultuada com os nomes de Anthyt, Anaitis, Antaeus e Anta.

Na Armênia, celebração de Anahit, a deusa do amor e da Lua, considerada mãe, protetora e benfeitora.

Festa de Elaphebolia, na Grécia, celebrando Ártemis em seu aspecto de deusa da caça e senhora dos animais selvagens. Ofereciam-se bolos em forma de cervos, os animais totêmicos da deusa, pedindo-se proteção aos caçadores.

Em Roma, neste dia, colocavam-se coroas de louro ou murta na cabeça das crianças pedindo-se a benção da deusa Diana contra o mau-olhado e as doenças.

Festival chinês Tuan Yang Chieh, com procissões de barcos decorados com imagens de dragões. Flores eram oferecidas aos Dragões das Águas, pedindo sua proteção aos barcos e aos navegadores.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário