13 de mai de 2016

13 DE MAIO - Celebração do Dia

Neste dia, festejam-se na umbanda os "Pretos Velhos", entidades espirituais que se apresentam com a roupagem fluídica de escravos, como pretos ou pretas velhas. Entidades sábias e pacientes, aconselham os "filhos de fé", receitam remédios caseiros ou ervas, rezam "quebranto" e desfazem os "nós mágicos" que atrapalham a vida das pessoas. De acordo com sua fé ou necessidade, acenda uma vela roxa ao pé de uma árvore velha, ofereça um cachimbo de barro com fumo de rolo desfiado, um pratinho com canjica e um copinho de café amargo. Peça a estes espíritos ancestrais proteção e sabedoria, abrindo seus caminhos materiais e espirituais e aliviando seu sofrimento. 

Procissão de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal e comemoração da abolição da escravatura, no Brasil.

Nos países eslavos, homenageavam-se Purt Kuva, a velha da casa e Purt Kuguza, o velho da casa, espíritos protetores das casas, guardiões e curadores. 

Purt Kuva era uma deusa ancestral do destino conhecida, posteriormente, como uma mulher velha que aparecia na iminência de doenças ou desgraças. Se fosse devidamente reconhecida e agradada com oferendas de mingau, pão, panquecas e cerveja, ela ficava feliz e protegia a casa contra incêndio, roubos e os espíritos das doenças. Se fosse desrespeitada ou irritada, ela provocava doenças e azares. Quando uma  família se mudava para uma nova casa, antes de qualquer outra providência, colocava-se no chão da casa as oferendas para o Velho Casal, pedindo-lhes as bênçãos e proteção.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário