17 de mai de 2016

17 DE MAIO - Celebração do Dia

Antiga celebração da deusa assíria Sammuramat, a mãe criadora da vida, padroeira do amor, da sexualidade, da fertilidade e dos pássaros. 

Sua mãe era Derketo, uma sereia, deusa da Lua, da noite e protetora dos animais marinhos. Sammuramat foi descrita pelos gregos como Semíramis, a rainha fundadora da Babilônia, dona dos famosos jardins suspensos, grande estrategista e guerreira. Ela era invocada para favorecer a fertilidade dos homens, dos animais e da terra. Seu pássaro sagrado era a pomba e seus símbolos, as espirais.

Inicio do festival de Dea Dia, antiga deusa romana da agricultura, posteriormente identificada com as deusas Acca Larentia e Ceres. Seu culto incluía rituais complexos, celebrados nos templos em Roma. Eles culminavam no terceiro dia, com uma grande celebração em seu bosque sagrado. As doze sacerdotisas e os doze sacerdotes que efetuavam os rituais eram escolhidos das famílias mais importantes e suas funções eram vitalicias. O bosque de carvalhos e louros era tão sagrado que era proibida a retirada de qualquer galho ou folha. Caso alguma arvore fosse derrubada pelas tempestades, deveriam ser feitos sacrifícios de ovelhas e porcos como forma de ressarcimento. 

Nas Filipinas, rituais de fertilidade dedicados à Deusa Mãe, posteriormente transformados nas festas de Santa Clara e da Virgem de Salambao.



*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário