14 de mai de 2016

DOCUMENTÁRIOS - Hiper Mulheres


O filme se chama Hiper Mulheres, uma tradução aproximada de um nome Kuikuro de um ritual chamado JamurikumaluFoi filmado de março a setembro de 2010 na aldeia Kuikuro de Ipatse, no Parque Indígena do Xingu, Mato Grosso. Foram convidados 3 povos: Mchinaku, Wauja e YawalapitiProdução: Aikax, Museu Nacional – DKK 

As Hiper Mulheres: filme retrata ritual indígena feminino
Depois de ser premiado, em 2012, em importantes festivais de cinema do Brasil, Hollywood, Vancouver e Amsterdam, o documentário As Hiper Mulheres: Itão Kuêgü é lançado em DVD e Bluray. 

O filme, que mistura realidade e um pouco de ficção, conta o drama de um velho índio da tribo Kuikuro que, com receio de que sua esposa venha a falecer em breve, pede para que a comunidade realize para ela, pela última vez, oJamurikumalu, um famoso ritual de canto, feito apenas pelas mulheres do grupo. As moças, então, começam a ensaiar, mas têm dificuldades, porque a única cantora que, de fato, sabe todas as músicas da cerimônia está muito doente. 

No desenrolar da história é possível conhecer mais a respeito da realidade dos índiosdessa tribo, localizada no Alto do Xingu, em Mato Grosso: as músicas tradicionais e sagradas, o cotidiano, o bom humor e as relações de gênero. 


O longa-metragem faz parte do projeto Vídeo nas Aldeias, criado por Vincent Carellipara introduzir a produção cinematográfica nas aldeias indígenas brasileiras. Assim, As Hiper Mulheres foi filmado pelos próprios Kuikuros, com direção dos cineastas Takumã Kuikuro e Leonardo Sette, além do antropólogo Carlos Fausto

Nenhum comentário:

Postar um comentário