5 de jul de 2016

05 DE JULHO - Celebração do Dia

Dia da deusa egípcia Maat, a guardiã da justiça, da sabedoria e da verdade. Maat era filha do deus solar Rá e esposa de Thot, o deus da sabedoria, da magia e do conhecimento. Como senhora dos julgamentos, suas leis governavam os três mundos e até mesmo os deuses deveriam obedece-las. Suas imagens mostram-na pesando os corações dos mortos, comparando-os a uma pena de avestruz que adornava sua tiara. Em seus julgamentos, ela era assistida por um tribunal de quarenta e dois juízes que avaliavam a pureza das almas ou a presença do mal em suas vidas. Se a alma estivesse leve pelo uso justo da verdade, o morto entrava no mundo subterrâneo à espera do renascimento. Se a balança se inclinasse com o peso das maldades e mentiras, o morto era devorado pela deusa Ahemait, que tinha o corpo de leão, hipopótamo e crocodilo.

Ritual do dia:
Quando precisar da ajuda da deusa Maat para revelar a verdade, fazer justiça ou retificar os erros, prepare um altar com uma vela branca, uma cruz ansata (ankh), um incenso de lótus, uma pena branca e um cálice com água. Acenda a vela e o incenso, segure a ankh diante de seu coração e invoque a deusa Maat, pedindo-lhe que revele a verdade, oriente seu caminho e suas decisões e faça prevalecer a justiça e a ordem em sua vida. Beba a água antes de dormir e peça à Deusa para lhe enviar sinais ou orientações durante seus sonhos.

Celebrações solares de Feill Sheathain dos Pictos, na antiga Escócia e dos índios Assinboine, no estado de Montana, EUA.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário