10 de jul de 2016

10 DE JULHO - Celebração do Dia

Hel por Thalia Took
Dia da deusa nórdica Hella ou Hel, a senhora de Niflheim, o mundo subterrâneo formado por gelo e fogo vulcânico. 

Hel, cujo nome originou a palavra inglesa inferno, tinha uma aparência aterrorizante, com metade de seu corpo em decomposição, toda corroída por doenças. Para seu reino de nove círculos iam todos os mortos, com a exceção daqueles que morriam em combates e que eram levados pelas Valquírias para Valhala, o castelo do deus Odin

Niflheim tinha um local de repouso para os "bons", enquanto outra parte servia para a purificação ou expiação daqueles que tinham vivido de forma errada ou vil. As tribos germânicas chamavam Hel de Holda ou Bertha e acreditavam que ela acompanhava Odin na "Caçada Selvagem" para recolher as almas errantes e leva-las para recuperação em seus reinos, à espera de uma nova encarnação.

Celebração da deusa da morte Skadi, a padroeira da Escandinavia, que reinava sobre o gelo e a neve do extremo norte da Europa. ao contrario de HelSkadi era bonita e inspirava os poetas e os xamãs em suas criações e previsões oraculares.

Na antiga Rússia, comemorava-se Snegurotchka, a deusa da neve, transformada, posteriormente, na Donzela da Neve, personagem de um conto similar à Branca de Neve alemã.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário