16 de jul de 2016

16 DE JULHO - Celebração do Dia

Antiga festa da deusa romana Carmenta, parteira e curadora, transformada, posteriormente, em uma comemoração com fogos de artifícios e procissões de velas em homenagem à , na Itália.

A palavra raiz CarKerKore ou Q're é encontrada no nome de várias deusas de diversas culturas, como Carna 
Carmenta. Elas eram veneradas pelos etruscos como deusas do parto, da saúde, dos carnavais e dos encantamentos. Cardea era a guardiã dos limites e dos espaços, Carlin era o espirito do Sabbat celta Samhain, protegendo as famílias contra os fantasmas, enquanto a irlandesa Carman era a senhora da magia destrutiva. Kore era a deusa donzela gregaCeres era a deusa romana dos cereais e Cerridwen, a Grande Mãe celta.

No Haiti, procissão rumo à cachoeira sagrada da deusa do amor Erzulie Freda. As pessoas invocavam seus poderes mágicos com cânticos e danças estáticas. Depois, banhavam-se nas águas detentoras de poderes milagrosos de cura e regeneração e ofertavam flores e presentes em agradecimento à Deusa.

Celebração de Niski-Ava nos países eslavos, a deusa protetora das mulheres e guardiã dos lares. Reverenciada por todas as mulheres, que lhe dedicavam um pequeno altar em suas casas, Niski-Ava foi sincretizada, posteriormente, com a Virgem Maria.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário