23 de jul de 2016

23 DE JULHO - Celebração do Dia

Nos países nórdicos, antiga comemoração dos deuses do mar Aegir e de sua consorte Ran, guardiã dos afogados.

Ran era uma mulher grande e forte. Segurando com uma de suas mãos o leme do barco, ela jogava com a outra mão uma grade rede e recolhia os afogados, levando-os para seu escuro reino sob as ondas. Lá, eles viviam como se estivessem na terra, mas sem poder voltar, a não ser no dia de seus enterros. Como Ran amava o ouro, os marinheiros escandinavos levavam em seus bolsos moedas de ouro para que pudessem ser aceitos em seu reino caso morressem afogados. As nove filhas de Ran Aegir eram lindas sereias que apareciam aos homens, durante as noites escuras e frias de inverno, escondidas na espuma das ondas, tentando se aproximar das fogueiras acesas em sua homenagem.

"Neptunália", antigas celebrações para Netuno, o deus romano do mar e para sua esposa , a deusa da água salgada, dos lagos e das águas minerais e termais. Ofertavam-se galhos de salgueiros e de oliveiras, pedindo aos deuses que não faltasse água durante os meses de verão.



*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário