25 de jul de 2016

25 DE JULHO - Celebração do Dia

Furrinália, celebração das Fúrias ou 
Erínias, as deusas gregas da vingança.

Os mitos pré-helênicos descreviam-nas como três donzelas negras, imortais, com cabelos de serpentes, veneno escorrendo de seus olhos e garras pontudas. Elas perseguiam aqueles que infringiam a "lei do sangue" e matavam parentes. Seus nomes eram Alecto, Megera e Tisiphone e, posteriormente, foram chamadas de Dirae, Maniae ou Furiae.

Na Índia, celebração do deus-serpente Naga Panchami e da deusa Kadru, a "Mãe das Serpentes""Rainha das Serpentes" também era o nome da deusa Egle, nos países eslavos; da deusa Uadjit, no Egito e da deusa Coatlicue, no México. Na Grécia e em Roma, eram inúmeras as deusas associadas às serpentes, entre elas Echidna, Górgona, Lâmia, Medusa e Python.

Ritual do Dia:
Aproveite este dia e faça um ritual para libertar e transmutar sua raiva, evitando, assim, que ela lhe "envenene" ou prejudique outras pessoas. Procure uma pedra escura, limpe-a com água corrente e peça a permissão ao ser elemental que nela habita para este trabalho. Pense em todos os momentos em que você sentiu raiva e não conseguiu expressá-la. Transfira essa energia escura e densa para a pedra. Se sentir vontade, grite. Enterre depois a pedra, pedindo às Erínias e às Deusas Serpentes que transmutem sua raiva em energias mais positivas, libertando você desse veneno. Coloque, depois, uma imagem de cobra em seu altar ou use alguma jóia em forma de serpente para firmar essa conexão.

*informações extraídas do livro “O Anuário da Grande Mãe”, de Mirella Faur.  http://www.teiadethea.org/

Nenhum comentário:

Postar um comentário